Perguntas Frequentes

Os fachos são um dos elementos de segurança ativos mais importantes. Devido às características dos produtos gasosos existentes no complexo, deve haver um sistema de segurança que inclua os fachos a fim de conduzir as descargas das unidades de produção em situações anómalas de funcionamento, como por exemplo uma paragem de emergência, ou uma falha de energia elétrica.

O fumo negro que observamos em situações de combustão anómala pode ser reduzido pela injecção de vapor de água, tornando os produtos de combustão mais limpos. A eliminação dos gases nas flares permite uma emissão ambientalmente mais correcta, aumenta a segurança das instalações e reduz o impacte ambiental. Com o sistema de flare, damos cumprimento aos requisitos legais descritos na legislação ambiental em vigor.

São instalações que arrefecem a água e em que parte dela se evapora. A água é escorrida no interior das torres, enquanto o ar é circulado na direção oposta ao movimento da água. O ar evapora uma pequena parte da água, arrefecendo o resto.

No Inverno, quando o ar húmido sai das torres de arrefecimento, é normal observarem-se colunas de vapor de água ascendentes, uma vez que a condensação da água ocorre quando esta é arrefecida em contacto com o ar frio. Não se deve confundir estas colunas com fumo, uma vez que, embora muito visíveis, sejam constituídas só por vapor de água.

Sim, é normal e obrigatório. As flares têm sempre um piloto para procederem a uma queima de gases controlada, embora por vezes, durante o dia, seja imperceptível. O problema real seria se a chama se apagasse, já que poderia ocorrer uma saída de gases tóxicos ou combustíveis para a atmosfera. Para evitar esta situação, nas salas de controlo é controlada a existência constante do piloto aceso nas flares.