Economia Circular

Projeto Ecoplanta foi a única candidatura espanhola pré-selecionada para os Fundos Europeus de Inovação

Notas de imprensa 18/11/2021
  • O projeto de valorização material, Ecoplanta Molecular Recycling Solutions, em El Morell, resultante da joint-venture constituída pela SUEZ Recycling & Recovery Spain, Repsol e a canadiana Enerkem, foi selecionado pelo Fundo Europeu de Inovação entre os mais de 300 projetos concorrentes, pela contribuição na luta contra as alterações climáticas.
  • Com esta pré-seleção, a União Europeia apoia as empresas com projetos altamente inovadores, a implementar a sua tecnologia.
  • O aproveitamento de resíduos como matéria-prima secundária, contribuirá de forma favorável para a melhoria das taxas de recuperação de materiais em Espanha, e para a concretização dos objetivos até 2035 da UE, de redução de resíduos cujo destino seria o aterro sanitário, consolidando-se como uma alternativa à incineração, com menor impacto ambiental.

| PDF | 92.53 KB

O projeto de transformação de resíduos Ecoplanta Molecular Solutions, em El Morell, resultante da joint-venture formada pela SUEZ Recycling & Recovery Spain, a Repsol e a empresa canadiana Enerkem, foi um dos sete projetos pré-selecionados pelo Fundo Europeu de Inovação, pela sua contribuição para a luta contra as alterações climáticas. É o único projeto em Espanha a ser pré-selecionado para este Fundo de Inovação da União Europeia, que apoia tecnologias altamente inovadoras e projetos europeus emblemáticos que pretendam reduzir significativamente as emissões. Com este compromisso, a UE apoia os promotores destes projetos altamente inovadores a implementar a sua tecnologia, e no caso deste projeto em particular, a tecnologia de gaseificação destacou-se pela sua inovação, a redução de emissões de carbono e a escalabilidade.

Trata-se de um projeto pioneiro de economia circular, que visa maximizar a reutilização dos resíduos sólidos urbanos, promover a reciclagem e a recuperação de materiais. A nova fábrica processará cerca de 400.000 toneladas de resíduos sólidos urbanos não recicláveis, provenientes de municípios circundantes, e produzirá cerca de 220.000 toneladas de metanol por ano. Este metanol será utilizado como matéria-prima para a produção de materiais circulares ou biocombustíveis avançados, ajudando a evitar a emissão de cerca de 200.000 toneladas de CO2 por ano e a reduzir os resíduos cujo destino seria o aterro sanitário. A fábrica que deverá entrar em funcionamento em 2025, proporcionará uma solução industrial à prova de futuro para a crescente procura de metanol renovável, que se prevê que registe um crescimento significativo nos próximos anos.

Conseguindo transformar os resíduos, tendo por base uma verdadeira economia circular, a Ecoplanta contribuirá de forma muito positiva para a melhoria das taxas de reconversão de materiais em Espanha e para a concretização dos objetivos da EU até 2035, de reduzir o volume de resíduos sólidos urbanos que atuamente são depositados em aterro, consolidando-se assim como uma alternativa à incineração, com menor impacto ambiental.

O projeto Ecoplanta permitirá acelerar a transição de um modelo económico linear baseado em recursos para um modelo de economia circular, que é hoje uma das principais urgências económicas, políticas e sociais.